A importância do Administrador de empresas em tempos de crise

Quando ouço falar que o país está em crise, que já são mais de 12 milhões de desempregados, que as empresas estão fechando as portas, me recordo que nos 04 anos em que cursei Administração de Empresas, os professores pouco falavam em crise, o estudo era focado em compreender o que os autores renomados como Taylor, Fayol e Maslow queriam nos transmitir com suas teorias e entender como essas se aplicam nas organizações, tomando como base a realidade da época em que essas teorias foram criadas, também estudamos sobre planejamento estratégico, analise SWOT, gestão de pessoas e tantas outros conhecimentos, mas não foi nos apresentado como gerir uma empresa em tempos de crise.
Diante do cenário atual e das experiências vivenciadas como Administrador de Empresas, aonde inevitavelmente somos afetados percebo que não estudamos especificamente sobre este assunto porque a soma de todos os saberes adquiridos possibilitam ao profissional da Administração tomar decisões que possam fazer com que a empresa em que atua consiga passar por este período de turbulência e encontrar melhores caminhos diante deste cenário que pode parecer assustador.

É neste momento que o Administrador deve utilizar as teorias aprendidas para encontrar formas de sair da zona de conforto, utilizar a criatividade para se destacar frente aos concorrentes, analisar as necessidades e desejos dos consumidores, procurar produtos que atendam as estas necessidades e posicionar sua marca de forma estratégica na mente do consumidor, mas todas essas ações só podem ser tomadas por um profissional que esta qualificado, preparado e que conseguiu internalizar as teorias estudadas e consegue colocá-las em prática.

Então Administrador, primeiro passo conseguir enfrentar a crise é deixar o Pessimismo de lado, utilize os pilares da administração, planejar, dirigir e controlar com foco no resultado, segundo passo conheça seu mercado, como diria um velho ditado: “Enquanto alguns choram outros vendem lenços”. Saiba aproveitar as oportunidades que pode surgir, terceiro passo lembre-se do planejamento, mude de direção quando necessário estabeleça metas, tenha compromisso com você mesmo, com a empresa e com as pessoas que fazem parte dela, porque elas esperam muito de você e colocam em você todas suas expectativas.

Colaborou,

Marinho Santos

Graduado em Administração de Empresas. Redenção – PA.

Bacharel em Analise de Sistemas. Uberlândia – MG.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta